Feeds:
Artigos
Comentários

A chama da alma

A Chama da Alma…

Havia um rei que apesar de ser muito rico, tinha a fama de ser um grande doador, desapegado de sua riqueza. De uma forma bastante estranha, quanto mais ele doava ao seu povo, auxiliando-o, mais os cofres do seu fabuloso palácio se enchiam. 
Um dia, um sábio que estava passando por muitas dificuldades, procurou o rei. Ele queria descobrir qual era o segredo daquele monarca. 
Como sábio, ele pensava e não conseguia entender como é que o rei, que não estudava as sagradas escrituras, nem levava uma vida de penitência e renúncia, ao contrário, vivia rodeado de luxo e riquezas, podia não se contaminar com tantas coisas materiais.
Afinal, ele, como sábio, havia renunciado a todos os bens da terra, vivia meditando e estudando e, contudo, se reconhecia com muitas dificuldades na alma. Sentia-se em tormenta. E o rei era virtuoso e amado por todos.
Ao chegar em frente ao rei, perguntou-lhe qual era o segredo de viver daquela forma, e ele lhe respondeu: “Acenda uma lamparina e passe por todas as dependências do palácio e você descobrirá qual é o meu segredo.”
Porém, há uma condição: se você deixar que a chama da lamparina se apague, cairá morto no mesmo instante.
O sábio pegou uma lamparina, acendeu e começou a visitar todas as salas do palácio. Duas horas depois voltou à presença do rei, que lhe perguntou: “Você conseguiu ver todas as minhas riquezas?”
O sábio, que ainda estava tremendo da experiência porque temia perder a vida, se a chama apagasse, respondeu: “Majestade, eu não vi absolutamente nada. Estava tão preocupado em manter acesa a chama da lamparina que só fui passando pelas salas, e não notei nada.”
Com o olhar cheio de misericórdia, o rei contou o seu segredo: “Pois é assim que eu vivo. Tenho toda minha atenção voltada para manter acesa a chama da minha alma que, embora tenha tantas riquezas, elas não me afetam.”
“Tenho a consciência de que sou eu que preciso iluminar meu mundo com minha presença e não o contrário.”
***O sábio representa na história as pessoas insatisfeitas, aquelas que dizem que nada lhes sai bem. Vivem irritadas e afirmam ter raiva da vida.
O rei representa as criaturas tranquilas, ajustadas, confiantes. Criaturas que são candidatas ao triunfo nas atividades que se dedicam. São sempre agradáveis, sociáveis e estimuladoras…
Quando se tornam líderes, são criativas, dignas e enriquecedoras.
Deste último grupo saem os que promovem o desenvolvimento da sociedade, os gênios criadores e os grandes cultivadores da verdade!

JÓIAS DEVOLVIDAS

Jóias Devolvidas….

Narra antiga lenda árabe, que um rabi, religioso dedicado, vivia muito feliz com sua família. Esposa admirável e dois filhos queridos.

Certa vez, por imperativos da religião, o rabi empreendeu longa viagem ausentando-se do lar por vários dias. No período em que estava ausente, um grave acidente provocou a morte dos dois filhos amados. A mãezinha sentiu o coração dilacerado de dor. No entanto, por ser uma mulher forte, sustentada pela fé e pela confiança em Deus, suportou o choque com bravura. Todavia, uma preocupação lhe vinha à mente: como dar ao esposo a triste notícia? Sabendo-o portador de insuficiência cardíaca, temia que não suportasse tamanha comoção.

Lembrou-se de fazer uma prece. Rogou a Deus auxílio para resolver a difícil questão.

Alguns dias depois, num final de tarde, o rabi retornou ao lar. Abraçou longamente a esposa e perguntou pelos filhos… Ela pediu para que não se preocupasse. Que tomasse o seu banho, e logo depois ela lhe falaria dos moços.

Alguns minutos depois estavam ambos sentados à mesa. Ela lhe perguntou sobre a viagem, e logo ele perguntou novamente pelos filhos.

A esposa, numa atitude um tanto embaraçada, respondeu ao marido: deixe os filhos. Primeiro quero que me ajude a resolver um problema que considero grave.

O marido, já um pouco preocupado perguntou: o que aconteceu? Notei você abatida! Fale! Resolveremos juntos, com a ajuda de Deus.

- Enquanto você esteve ausente, um amigo nosso visitou-me e deixou duas jóias de valor incalculável, para que as guardasse. São jóias muito preciosas! Jamais vi algo tão belo! – O problema é esse! Ele vem buscá-las e eu não estou disposta a devolvê-las, pois já me afeiçoei a elas. O que você me diz?

– Ora mulher! Não estou entendendo o seu comportamento! Você nunca cultivou vaidades!… Por que isso agora?

– É que nunca havia visto jóias assim! São maravilhosas!

– Podem até ser, mas não lhe pertencem! Terá que devolvê-las.

– Mas eu não consigo aceitar a idéia de perdê-las!

E o rabi respondeu com firmeza: ninguém perde o que não possui. Retê-las equivaleria a roubo! – Vamos devolvê-las, eu a ajudarei. Faremos isso juntos, hoje mesmo.

– Pois bem, meu querido, seja feita a sua vontade. O tesouro será devolvido. Na verdade isso já foi feito. As jóias preciosas eram nossos filhos. – Deus os confiou à nossa guarda, e durante a sua viagem veio buscá-los. Eles se foram…

O rabi compreendeu a mensagem. Abraçou a esposa, e juntos derramaram grossas lágrimas. Sem revolta nem desespero…

***Os filhos são jóias preciosas que o Criador nos confia a fim de que as ajudemos a burilar-se. Não percamos a oportunidade de enfeitá-las de virtudes. Assim, quando tivermos que devolvê-las a Deus, que possam estar ainda mais belas e mais valiosas!

(desconheço autoria)

Prece de Cáritas

Prece de Cáritas:

Deus nosso Pai, que sois todo poder e bondade, dai a força àquele que passa pela provação, dai a luz àquele que procura a verdade; ponde no coração do homem a compaixão e a caridade.

Deus! Dai ao viajor a estrela guia, ao aflito a consolação, ao doente o repouso.

Pai! Dai ao culpado o arrependimento, ao espírito a verdade, à criança o guia, ao órfão o pai.

Senhor! Que a vossa bondade se estenda sobre tudo que criastes.
Piedade, Senhor, para aqueles que não Vos conhecem; esperança àqueles que sofrem. Que a vossa bondade permita sempre aos espíritos consoladores derramarem por toda parte a paz, a esperança e a fé.

Deus! Um raio, uma faísca do vosso amor pode abrasar a Terra! Deixai-nos beber nas fontes dessa bondade fecunda e infinita, e todas as lágrimas secarão; todas as dores acalmar-se-ão. Um só coração, um só pensamento subirá até Vós, como um grito de reconhecimento e de amor.

Como Moisés sobre a montanha nós Vos esperamos com os braços abertos. Oh! Poder… Oh! Bondade… Oh! Beleza… Oh! Perfeição… E queremos de alguma sorte alcançar a Vossa misericórdia.

Deus! Dai-nos a força de ajudar o progresso, a fim de subirmos até Vós; dai-nos a caridade pura; dai-nos a fé e a razão; dai-nos a simplicidade, que fará de nossas almas o espelho onde se deve refletir a Vossa Pura e Santa imagem!

Amém

Senhor Deus

Senhor Deus….

A ti pertence a minha vida, e em ti confio minha casa, minha família, meus sonhos, meus projetos e tudo que anseio conquistar. Cuida do que é meu Senhor , e me faça caminhar em sua presença . Guarda-me de tudo que me afasta de ti, proteja-me de todo mal, ensina-me a te adorar todos os dias e coloca em meus lábios a sabedoria que procede de ti, pois tu és e sempre será o Deus da minha vida……Amém…
Cecilia sfalsin

Olha lá como você fala…

Conta a lenda que o rei sonhou ter perdido todos os dentes. Preocupado, ele chamou um sábio para entender o significado do sonho: “Será uma desgraça. Uma doença terrível vai matar o mesmo número de parentes tanto quanto for o número de dentes perdidos em seu sonho”. Furioso, o rei ordenou que dessem cem chibatadas no mestre. Depois, chamou outro sábio, que disse: “O senhor é protegido por Deus. O número de dentes que sonhou perder será o mesmo número de familiares que morrerão vítimas de uma doença. Mas Vossa Alteza vai sobreviver. Feliz, o rei lhe deu cem moedas de ouro.

É isso: tudo depende da maneira de dizer qualquer coisa. Aliás, um dos desafios da vida é saber se comunicar com sucesso. Muitas vezes, da comunicação depende a felicidade ou a tristeza; a paz ou a guerra. Que a verdade deve ser dita em qualquer situação, não há dúvida. Mas a forma como isso é feito faz toda a diferença. Quando você usa o bom senso e a delicadeza ao colocar as palavras, evita conflitos e promove a paz. Quer coisa melhor? Boa semana e fique com Deus. 

(mensagem da Karlinha/ revista Ana Maria)

Descruze os braços agora! É incrível como existem pessoas que se apegam às derrotas e usam uma suposta “falta de sorte” como desculpa para deixar para depois o que deveria ser feito hoje! Muita gente se contenta em ser escrava das circunstâncias em vez de arregaçar as mangas e ir à luta. Basta cometer um engano e lá estão elas, de braços cruzados, conformadas…

Ok, os tropeços são inevitáveis em várias situações da vida, mas por causa deles você vai se acomodar? Não devia. Todos são capazes de se superar e não há nada que justifique desperdiçar a chance de virar o jogo ficando passiva diante dos fatos ruins da vida. Pense: de que adianta ter capacidade de vencer, se você vai se contentar em ser derrotada ou desistir pelo simples fato de ter errado? A vida passa muito rápido! Tome as atitudes necessárias hoje para não ter que se lamentar amanhã, quando poderá ser tarde demais. São os passos de agora que a levarão adiante. Só reverte a situação ou alcança aquilo que deseja quem tenta e faz por merecer! A capacidade de realização está em suas mãos. Mexa-se! Boa semana e fique com Deus! ‪#‎revistaanamaria‬ ‪#‎mensagemdakarlinha‬

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.