Diga adeus às manchas escuras e irritações na virilha, axilas e coxas

Diga adeus às manchas escuras e irritações na virilha, axilas e coxas

Veja os melhores tratamentos para o problema e entenda por que as receitas caseiras não ajudam

POR NATALIA DO VALE – ATUALIZADO EM 25/07/2016

Na guerra contra as manchas que teimam em invadir a virilha, axilas e a região interna das coxas, a mulherada recorre a centenas de receitinhas caseiras e acaba muitas vezes piorando a situação.

Limão com açúcar, aveia com fubá e até pasta de argila são usadas para eliminar de vez as inimigas mortais dos biquínis e decotes. O que pouca gente sabe é que estas soluções que parecem simples e milagrosas podem se tornar um pesadelo, deixando as tão incômodas manchas ainda maiores e mais escuras.

“Receitinhas caseiras não funcionam e podem até colocar sua saúde em risco. O limão, por exemplo, é ácido e quando exposto ao sol, pode queimar e provocar lesões graves na pele. O ideal é procurar um especialista e investir em tratamentos seguros”, explica a dermatologista da Unifesp, Solange Teixeira.

A seguir, a especialista explica por que as manchas nestas regiões ficam mais acentuadas e aponta as soluções para clarear a pele que escureceu.

Manchas

Por que a pele escurece nestas regiões?
As axilas, virilha e as coxas são áreas que se localizam na parte interna dos membros, fazendo com que elas sofram maior atrito do que as demais, o que provoca irritação e hiperpigmentação da pele.

“Quando nos movemos, há o atrito e, consequentemente, irritação (é comum a pele ficar cheia de bolinhas vermelhas) e, muitas vezes, uma certo ardor, semelhante a sensação de assadura. Então, a pele, para se proteger da agressão, cria uma camada espessa, que com o passar do tempo tende a ficar escura”, explica Solange.

Segundo a dermatologista, os outros motivos causadores do problema são: alergias; irritações causadas por cremes; depilação com lâmina e assaduras.

Morenas são o alvo
A dermatologista explica que a tonalidade da pele é determinante para a coloração da mancha e que isso deve ser levado em consideração na hora do tratamento:

“Como ocorre uma hiperpigmentação, a pele escurece em relação a sua tonalidade normal, logo, se você é morena, terá manchas mais escuras que uma pessoa de pelemais clara. Na hora de tratar, é preciso muito cuidado para que a região não clareie demais e contraste com o restante do corpo”, explica.

Por que os gordinhos sofrem mais?
Como tem excesso de gordura nestas regiões, o atrito é maior e a irritação fica mais frequente. Nos dias de calor, o suor aumenta o desconforto, principalmente na região entre as cochas e nas axilas.

A dica da especialista é usar roupas mais soltas, de tecidos leves e macios e que fiquem menos grudadas no corpo para diminuir o atrito.

Receitinhas caseiras não funcionam e podem até colocar sua saúde em risco.

O que elas podem causar

-Maisena: “o amido realmente acalma a irritação aliviando o problema, mas não é capaz de clarear a pele, por isso, não funciona”, explica Solange.

-Limão com açúcar: “essa é a pior solução. Se exposto ao sol, você poderá sofrer queimaduras graves”, alerta.

-Fubá com aveia: “pela espessura granulada da mistura, pode ferir ainda mais a pele, provocando o escurecimento mais intenso”, diz a dermatologista.

-Água oxigenada: “é um produto químico que pode agredir a pele de forma intensa, provocando lesões, queimaduras e até intoxicação”, explica a especialista.

-Talco: “ele ajuda a diminuir o atrito no local, porém, sua composição química pode irritar a pele causando o efeito contrário. Faça o teste antes de usar”, sugere.

Manchas

Operação clareamento
Existem diversos cremes e tratamentos específicos para quem sofre com as manchas, que além de eficientes, são seguros, porém, a dermatologista alerta para os perigos do uso por conta própria: “se a sua ele é do tipo áspera e menos pigmentada e você usa um creme para peles oleosas e mais pigmentadas, pode ficar com manchas ainda maiores, dificultando a remoção. O ideal é procurar um especialista e seguir o tratamento adequado”, explica.

“Boas opções para solucionar de vez o problema são os clareamentos com laser, que removem parte da pigmentação escura, ácidos clareadores, despigmentadores e peelings superficiais que não agridem a pele e ajudam na remoção das células mortas”, explica Solange. “O tratamento, o número de sessões e os resultados vão depender do grau de hiperpigmentação da pele”.

Manchas

Prevenir é o lema!
Como já dizia o lema, prevenir é sempre a melhor solução, por isso, a especialista deixa algumas dicas que vão te ajudar a evitar as malfadadas manchas:

-Nunca use desodorantes ou cremes com álcool

-Use e abuse de cremes hidratantes

-Prefira a depilação com cera ou laser à feita com lâmina

-Use roupas mais leves e menos coladas ao corpo

-Use cremes específicos para o seu tipo de pele

-Capriche no protetor solar, pois o sol intensifica o problema

fonte:http://www.minhavida.com.br/beleza/materias/11065-diga-adeus-as-manchas-escuras-e-irritacoes-na-virilha-axilas-e-coxas

Como tirar manchas de espinhas

Como tirar manchas de espinhas? Confira os melhores tratamentos

Tratamentos e número de sessões variam conforme a intensidade das manchas

POR NATHALIE AYRES – ATUALIZADO EM 25/08/2016

Ter acne é um dos incômodos mais presentes entre os adolescentes, e até de alguns adultos. E mesmo que as espinhas e as inflamações cutâneas não apareçam mais, há um outro drama que essas pessoas podem ter de lidar: as manchas e cicatrizesocasionadas pelas espinhas.

As manchas costumam ser mais comuns e podem aparecer nos mesmos locais onde há uma espinha. Isso porque o pigmento da pele atua como protetor, por isso pode acontecer de o pigmento cobrir o local onde a lesão está localizada. principalmente se a espinha for espremida”, explica a dermatologista Mônica Aribi, membro efetivo da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD). Pessoas com a pele mais propensa a se bronzear também podem ter mais manchas, já que é uma pele que se pigmenta mais facilmente.
Mas, de acordo com a dermatologista Daniela Pimentel, muitas vezes as manchas são, na verdade, acne ativa. “Muitas pessoas apresentam manchinhas levemente inflamadas que são espinhas sem pústulas, e que então precisam ser tratadas como acne”, conta a especialista, membro da SBD e médica assistente e colaboradora do Serviço de Dermatologia da Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro (Unisa), em São Paulo.
Já as cicatrizes são mais comuns em pessoas que tiveram graus mais severos de acne. “Ela ocorre devido a uma destruição do tecido: quanto mais grave o problema, maior a lesão que ele causa e mais profunda a cicatriz”, considera a dermatologista Meire Parada, diretora da SBCD. De modo geral, elas são desníveis da pele que acompanham as manchas.
A boa notícia é que as manchas e cicatrizes podem ser tratados com procedimentos estéticos. Conheça alguns deles e entenda quando são mais utilizados:

Peeling

Mulher fazendo peeling para tirar manchas de espinhas

O peeling pode ser usado para tirar manchas de espinhas, cicatrizes e a própria acne! Isso porque ele age descamando a pele, promovendo sua renovação. De modo geral, a pele que ressurge é reorganizada, tendendo a ser mais uniforme.

Quando se tem manchas leves e ainda há presença de espinhas, o mais comum é fazer um peeling químico ácido salicílico. “Ele é o mais indicado para manchas superficiais, ou seja, aquelas que são mais recentes”, ressalta a dermatologista Mônica Aribi, membro efetivo da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica.Já para as manchas mais profundas, os peelings com ácido retinoico são muito indicados, pois conseguem penetrar mais ainda na pele, atingindo manchas mais antigas.
Quando falamos em cicatrizes, peeling abrasivos são recomendados, como o com ácido tricloacético, que age em camadas mais profundas, reestruturando as depressões causadas pelas espinhas.
Resultados esperados: Após cada sessão, o paciente pode perceber a pele mais fina e lisa, com a cor cada vez mais uniforme.No caso das cicatrizes, o resultado varia muito de paciente para paciente, mas toda evolução é considerada válida.
Peelings mais superficiais são feitos em até quatro sessões, com intervalos que variam de 15 a 30 dias, conforme a reação da pele do paciente. Já os peelings para cicatrizes, por serem mais fortes, são feitos sessão a sessão, e o especialista espera a pele se recuperar para ver os resultados e avaliar se o tratamento será aplicado novamente, ou se uma nova abordagem será feita.

Cremes com ácidos

Ácidos em creme podem ser realizados para tirar as manchas de espinhas FOTO: GettyImages

Além dos peelings químicos, o tratamento com ácidos em creme podem ser realizados para tirar as manchas de espinhas. “Os ácidos atuam na pele, aumentando seu tempo de renovação, estimulando assim a produção de colágeno e renovação da pele”, explica a dermatologista Daniela Pimentel, membro da SBD e médica assistente e colaboradora do Serviço de Dermatologia da Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro (Unisa).

Os ácidos mais usados são o glicólico e o retinoico, normalmente manipulados em cremes da cor da pele. O ácido glicólico tem a vantagem de não reagir com a luz do sol, portanto pode ser usado por pessoas que passam mais tempo ao ar livre. Já o ácido retinoico requer cuidados maiores, como o uso de protetor solar, para evitar novas manchas.
Resultados esperados: Ambos os ácidos apresentam redução nas manchas após dois ou três meses de uso, a depender do grau das manchas. Mas o ácido retinoico, quando aliado à proteção solar adequada, traz resultados mais rapidamente e é indicado para casos mais graves.

Laser

Os tratamentos a laser podem ser usados para tirar manchas de espinhas e cicatrizes, o que muda é a tecnologia escolhida. Tratamentos para manchas costumam usar laser não ablativo, como os com a tecnologia q-switch, que traz resultados em qOs tratamentos a laser podem ser usados para tirar manchas de espinhas e cicatrizes Foto: GettyImagesualquer tipo de pele, menos em peles que estejam bronzeadas.

A luz intensa pulsada também é usada nesses casos, mas ela é mais indicada para peles mais claras, pois ela tem afinidade com a melanina, podendo causar manchas e queimaduras na pele mais escura. Já no caso das cicatrizes, os lasers ablativos são os melhores. O mais usado é o laser CO2 fracionado, que age como um peeling, removendo camadas inteiras da pele, em uma profundida programada por quem o está operando. O tipo fracionado causa pequenas lesões na pele, que se reconstrói nesse local, agindo como um peeling. A pele se regenerá formando novas estruturas, que tendem a ser mais lisas e uniformes.
Resultados esperados: Os lasers para manchas trarão um clareamento gradual da pele. “Em casos de manchas de acne, são indicadas de três a seis sessões mensais”, contabiliza a dermatologista Meire Parada, diretora da SBCD. O laser CO2 fracionado pode ser feito na mesma quantidade de sessões, mas com um intervalo um pouco maior, de 45 dias no mínimo, conforme a resposta do paciente e sua capacidade de cicatrização.

 

Microagulhamento

microagulhamento é considerado um ótimo tratamento tanto para a cicatriz quanto para tirar manchas de espinhas foto: GettyImages

O microagulhamento é considerado um ótimo tratamento tanto para a cicatriz quanto para tirar manchas de espinhas. O tratamento consiste no uso de microagulhas, normalmente dispostas em um rolo, que fazem pequenas lesões na pele, obrigando-a a se reconstruir nessas regiões. “Para ter bom resultado nas cicatrizes, o especialista tem que ser mais agressivo, muitas vezes causando até sangramentos na região”, explica Meire Parada. Mas depende, principalmente, do tipo de cicatriz.

Já no clareamento, o microagulhamento pode ser feito sozinho ou potencializando a ação de alguns ativos de clareamento, como o ácido ascórbico. Quando sozinho, ele atua reorganizando a pele, que acaba se reconstituindo com cor mais uniforme. Porém, quando se usa algum ativo, ele acaba entrando melhor na pele através das lesões feitas pelas agulhas, agindo mais rapidamente (este método é chamado de drug delivering).
No entanto, o tratamento é contraindicado para pele mais escuras, que tem maior propensão a manchas na pele. “Há um risco muito grande do paciente apresentar um clareamento inicial, mas depois ter um efeito rebote com novas manchas”, considera Mônica Aribi. Isso ocorre porque o tratamento causa lesões, o que pode gerar acúmulo de pigmento na região, ainda mais se não houver proteção solar.
Resultados esperados: O microagulhamento costuma trazer afinamento da pele, além de deixa-la mais uniforme na cor e na textura. Após a primeira sessão já é possível sentir resultados, mas no geral o indicado é fazer de três a seis aplicações, com intervalos de 30 dias no mínimo.

Radiofrequência

A radiofrequência também é um tratamento interessante para tirar manchas de espinhas Foto: GettyImages

A radiofrequência também é um tratamento interessante para tirar manchas de espinhas, além de tratar cicatrizes menos profundas. No primeiro caso, a dermatologista Mônica acredita que a radiofrequência fracionada é a melhor, em que apenas algumas partes da pele são atingidas pelas ondas eletromagnéticas: “ela atua de forma semelhante ao microagulhamento, ajudando na penetração de medicamentos clareadores na pele”, ressalta a especialista. Sua vantagem é que ela não causa lesões na superfície da pele, não trazendo risco de manchas e também trazendo uma recuperação mais rápida.

No caso das cicatrizes, a radiofrequência tradicional penetra dentro da pele, causando ondas de calor que estimulam às células a produzirem colágeno, reorganizando o tecido. “Dessa forma, esse tratamento pode melhorar as cicatrizes mais leves”, pondera Meire Parada.
Resultados esperados: A radiofrequência deixará a pele com a coloração e textura mais uniforme do que antes, além de trazer uma melhora também a flacidez, o que deixa a pele mais bonita. Podem ser feitas de quatro a seis sessões mensais.

Subcisão

A subcisão é um tipo de cirurgia dermatológica, usada para a remoção das cicatrizes da acne foto: GettyImages

A subcisão é um tipo de cirurgia dermatológica, usada principalmente para a remoção das cicatrizes da acne. “Mas ela é mais indicada para as cicatrizes deprimidas, em que há um desnível da pele“, ressalta Daniela Pimentel. Isso ocorre porque o tratamento usa uma cânula para cortar os septos fibrosos, divisões fibrosas entre os compartimentos de gordura, que puxam a superfície da pele para baixo.

O tratamento não ajuda a tirar manchas de espinhas, por atuar em uma camada mais profunda da pele, sendo mais usado por quem tem cicatrizes. Além disso, deve ser feita por um médico especialista no assunto, até porque o rosto é uma região delicada.
Resultados esperados: Haverá uma melhora do relevo da pele em cicatrizes de acne deprimidas. Não há um número de sessões determinado, é preciso executar o tratamento e ver como o paciente responde, antes de repetí-lo ou escolher novas opções.

O cavalo no poço

Resultado de imagem para cavalo no poço

Um dia, o cavalo de um camponês caiu num poço. Não chegou a se ferir, mas não podia sair dali por conta própria. Por isso o animal chorou fortemente durante horas, enquanto o camponês pensava no que fazer.

Finalmente, o camponês tomou uma decisão cruel: concluiu que já que o cavalo estava muito velho e que o poço estava mesmo seco, precisaria ser tapado de alguma forma. Portanto, não valia a pena se esforçar para tirar o cavalo de dentro do poço. Ao contrário, chamou seus vizinhos para ajudá-lo a enterrar vivo o animal.

Cada um deles pegou uma pá e começou a jogar terra dentro do poço. O cavalo não tardou a se dar conta do que estavam fazendo com ele e chorou desesperadamente.

Porém, para surpresa de todos, o cavalo aquietou-se depois de umas quantas pás de terra que levou. O camponês finalmente olhou para o fundo do poço e se surpreendeu com o que viu.

A cada pá de terra que caía sobre suas costas o cavalo a sacudia, dando um passo sobre esta mesma terra que caía ao chão. Assim, em pouco tempo, todos viram como o cavalo conseguiu chegar até a boca do poço, passar por cima da borda e sair dali trotando.

A vida vai te jogar muita terra nas costas. Principalmente se você já estiver dentro de um poço. O segredo para sair do poço é sacudir a terra que se leva nas costas e dar um passo sobre ela.

Cada um de nossos problemas é um degrau que nos conduz para cima. Podemos sair dos mais profundos buracos se não nos dermos por vencidos. Use a terra que te jogam para seguir adiante!

Recorde-se das cinco regras para ser feliz:

1- Liberte o seu coração do ódio.

2- Liberte a sua mente das preocupações.

3- Simplifique a sua vida.

4- Dê mais e espere menos.

5- Ame-se mais e aceite a terra que lhe jogam. Ela pode ser a solução, não o problema.

(Desconheço autoria)

Nunca por falta de amor…

Resultado de imagem para jardins de rosas imagens

Que o sonho não acabe nunca.

Cultive sua roseira, senão ela murcha.
Não confie só na luz do alto .
Use seus braços para ajudar a luz do alto.
Não a coloque debaixo de sua casa.
É na frente, para enfeitar.
Não a deixe em lugar sem luz.
Roseiras não vivem sem luz.
Não a machuque na hora de lhe tirar os espinhos.
Não lhe tire todos os espinhos . Eles a ajudam a viver.
Não corte as rosas . Deixe-as na roseira.
Rosas colhidas morrem em três dias .
Na roseira duram muito mais tempo .
Se você não cultivar, não vai colher .

Aprenda a adubar, enxertar, podar, regar ,
tudo no tempo certo.
Conheça bem o que você plantou .
O fruto depende não apenas da plantação.
Mais do cultivo do que da plantação .
Até porque plantar e semear é fácil.
Cuidar é que consome paciência, tempo e energia .
Mas é lindo ver crescer .
Jardineiros não trocariam isso por nada.
O prazer de ver crescer.
Nunca por falta de cuidado.
Nunca por falta de cultivo.
Nunca por falta de carinho.
Nunca por falta de amor .
Não deixe sua família morrer.
Todos os dias dê um beijo, uma palavra bonita,
uma brincadeira , um abraço.
Todos os dias olhe nos olhos ou finja que está carente
para aquele filho que não foi gentil.
Admita que precisa .
Cuidado com essas bobagenzinhas ,
queixinhas e rusguinhas de casal imaturo
que, ampliadas, viram uma catástrofe.

Quem briga demais por uma camisa mal passada,
por um prato quebrado ou por um vaso fora do lugar está chamando crise.
Quem reclama demais está começando a trincar seu vaso de porcelana.
Quem nunca elogia está arrumando desamor .

Nunca, mas nunca por falta de amor
Se sua roseira morrer ,
que não seja por falta de cuidados …
Nem por cuidado excessivo de mulher chata
ou dominadora
ou de machão sem gentileza .
Já pediu desculpas este mês ?…
Já disse “Eu te amo”
desde que se levantou hoje às seis horas ?

(Pe. Zezinho)

Coragem

Resultado de imagem para coragem

Coragem é definida como a ousadia para tentar coisas boas mas difíceis. É força para não fazer simplesmente o que fazem os outros, mas, ao contrário, manter sua posição e até influenciar os demais.

É ser fiel às próprias ideias, seguir os bons impulsos mesmo que possam parecer, para a grande maioria, inconvenientes ou tolos.

É, enfim, a audácia de ser amigo, demonstrar seus sentimentos, ser expansivo.

Coragem é uma qualidade de caráter e pode ser ensinada aos nossos filhos. Por definição, sabe-se que coragem é uma coisa difícil.

Mas como disse uma criança a um grupo de colegas, quando insistiam com ela para que os seguisse em uma malvadeza: É preciso muita coragem para ser covarde, isto é, quando todos tentam obrigar você a fazer uma coisa que você acredita não seja certa, e eles o chamam de covarde, é preciso muita coragem para afirmar: “Sim, eu sou covarde”.

Importante esclarecer aos filhos a diferença entre coragem e fanfarronice.

Coragem silenciosa é a que devemos procurar incutir em nossos pequenos. Coragem de dizer nãoao que se tem certeza seja errado. Coragem de se aproximar de uma criança sem amigos e lhe dizer:Olá, como vai? Quer brincar comigo?

Como pais, devemos estar atentos às tentativas que as crianças realizam, para superar dificuldades e incentivá-las.

Se uma criança pequena está aprendendo a andar de bicicleta, somente o fato dela conseguir sentar-se nela, deve ser motivo de elogio. O importante é tentar, mesmo que não tenha sucesso. Toda tentativa deve ser incentivada, estimulando-a a tentar outra vez e outra e outra, enquanto vamos lhe afirmando que ela está cada vez melhor.

Quando o bebê consegue levar o alimento à boca com a colher, quando sobe no sofá, quando se mantém em pé, sozinho, pela primeira vez. São todos momentos de suma importância e que devem ser incentivados.

Caiu? Levante. Tente outra vez. Não conseguiu montar o brinquedo? Vamos tentar juntos, de novo.

Nossos filhos terão coragem se os prepararmos corretamente, se os ensinarmos a pensar sempre antes de agir, a dizer não com confiança e encorajando-os a praticar o que lhes pareça mais difícil.

Não há quem, frente a algo novo, não sinta o coração bater descompassado. É bom que nossos filhos saibam que nós, adultos, também temos coisas difíceis a realizar e que nos exigem coragem.

Incentivemos neles a coragem moral, aquela que se expressa em não ir atrás dos demais colegas ou amigos que estão fazendo alguma coisa errada.

A coragem moral de dizer a verdade quando seria bem mais oportuno pregar uma mentira.

Sejamos para os nossos filhos um modelo de coragem, pois as crianças aprendem aquilo que vivem. E todos os dias elas nos observam, veem e imitam.

*   *   *

Uma boa maneira para exercitar a coragem é incentivar as crianças a falar, olhando nos olhos do outro.

Ser corajoso significa também não ter o que ocultar do outro.

Quando olhamos uns nos olhos dos outros é como se estivéssemos dizendo em alto e bom som: Confio em você e você pode confiar em mim.

 

Redação do Momento Espírita, com base no cap. 2, do livro
Ensinando valores a seus filhos, de Linda e Richard Eyre, ed.
Ediouro.
Em 25.1.2013.

Instantes…

Se eu pudesse viver novamente a minha vida, na próxima trataria de cometer mais erros.
Não tentaria ser tão perfeito, relaxaria mais. Seria mais tolo ainda do que tenho sido, na verdade, bem poucas coisas levaria a sério. Seria menos higiênico. Correia mais riscos, viajaria mais, nadaria mais rios.
Iria a lugares onde nunca fui, tomaria mais sorvetes e menos lentilha, teria mais problemas reais e menos problemas imaginários.
Eu fui uma dessas pessoas que viveu sensata e produtivamente cada minuto da sua vida; claro que tive momentos de alegria. Mas se eu pudesse voltar a viver, trataria de ter somente bons momentos.
Porque se não sabem, disso é feita a vida, só de momentos, não percas o agora.
Eu era um desses que nunca ia a parte alguma sem um termômetro, uma bolsa de água quente, um guarda chuvas e um pára quedas; se voltasse a viver viajaria mais leve.
Se eu pudesse voltar a viver, começaria a andar descalço no começo da primavera e continuaria assim até o fim do outono.
Daria mais voltas na minha rua, contemplaria mais amanheceres e brincaria com mais crianças, se tivesse outra vida pela frente, Mas já viram… Tenho 85 anos e sei que estou morrendo.

(Desconheço autoria)

delirium-em-idosos

Quando me amei de verdade….

images

Quando me amei de verdade, compreendi que em qualquer circunstância, eu estava no lugar certo, na hora certa, no momento exato.

E então, pude relaxar.
Hoje sei que isso tem nome…Auto-estima.

Quando me amei de verdade, pude perceber que minha angústia, meu sofrimento emocional, não passa de um sinal de que estou indo contra minhas verdades.

Hoje sei que isso é…Autenticidade.

Quando me amei de verdade, parei de desejar que a minha vida fosse diferente e comecei a ver que tudo o que acontece contribui para o meu crescimento.

Hoje chamo isso de… Amadurecimento.

Quando me amei de verdade, comecei a perceber como é ofensivo tentar forçar alguma situação ou alguém apenas para realizar aquilo que desejo, mesmo sabendo que não é o momento ou a pessoa não está preparada, inclusive eu mesmo.

Hoje sei que o nome disso é… Respeito.

Quando me amei de verdade comecei a me livrar de tudo que não fosse saudável… Pessoas, tarefas, tudo e qualquer coisa que me pusesse para baixo. De início minha razão chamou essa atitude de egoísmo.

Hoje sei que se chama… Amor-próprio.

Quando me amei de verdade, deixei de temer o meu tempo livre e desisti de fazer grandes planos, abandonei os projetos megalômanos de futuro.

Hoje faço o que acho certo, o que gosto, quando quero e no meu próprio ritmo.

Hoje sei que isso é… Simplicidade.

Quando me amei de verdade, desisti de querer sempre ter razão e, com isso, errei menos vezes.
Hoje descobri a… Humildade.

Quando me amei de verdade, desisti de ficar revivendo o passado e de me preocupar com o futuro. Agora, me mantenho no presente, que é onde a vida acontece.

Hoje vivo um dia de cada vez. Isso é…Plenitude.

Quando me amei de verdade, percebi que minha mente pode me atormentar e me decepcionar.

Mas quando a coloco a serviço do meu coração, ela se torna uma grande e valiosa aliada.

Tudo isso é… Saber viver!!!

OBS: (Quando me amei de verdade de fato, não é da autoria do Charles Chaplin, sendo atribuído a vários autores, sendo a mais provável de Kim McMillen)

%d bloggers like this: