10 segredos para a felicidade, segundo Papa Francisco

01 – Viva e deixe viver

Segundo Papa Francisco, todos devem se guiar por esse princípio básico e muito simples. Em Roma, existe uma expressão similar a esse ditado que diz: “Siga em frente e deixe que os outros façam o mesmo”. Também pode-se dizer que essa frase tem o sentido de “cuide da sua vida e deixe que cada um cuide da sua”.

Nada mais justo do que cada um viver da melhor maneira possível, sem palpites de terceiros que querem tomar conta da sua vida, enquanto seu próprio interior é muito mais sujo. Então, tome conta do que é seu e deixe o que é dos outros em paz, cada um cuida de si. “Deus deu uma vida para cada um para que cada um cuide da sua”.

02 – Dar o melhor de si para os outros

É preciso estar sempre aberto para ajudar as outras pessoas. A generosidade é um dos melhores sentimentos do mundo. Além disso, ela faz com que a pessoa generosa receba em dobro tudo aquilo que faz de bom para os outros, mesmo que o sentido seja ajudar o próximo sem esperar nada como recompensa.

“Se você guarda tudo para si mesmo, você corre o risco de ser egocêntrico. E água parada torna-se podre”, disse Padre Francisco. Então, uma das regras para se alcançar a felicidade é ajudar o próximo dando o melhor de si, sempre fazendo as coisas com o coração e sem exigir nada em troca. Você se sentirá muito melhor

03 – Prosseguir com calma

Papa Francisco, ainda Jorge Mario Bergoglio, ensinava literatura para alunos do ensino médio e costumava usar sempre um trecho de um romance argentino, escrito por Ricardo Guiraldes, no qual o personagem principal, um gaúcho chamado Don Segundo Sombra, olha para trás e conta para os leitores como ele viveu a sua vida.

“Ele diz que, em sua juventude, ele era um córrego cheio de pedras que eram levadas consigo. Como adulto, tornou-se um rio com grande fluxo, sempre correndo. E, na velhice, ele ainda estava em movimento, mas lentamente, como uma piscina. O Papa diz gostar da imagem de uma piscina, por ter a capacidade de mover-se com bondade, humildade e calma na vida.

04 – Um sentido saudável de lazer

“Os prazeres da arte, literatura e jogos com as crianças foram perdidos com o passar do tempo”, disse Papa Francisco. “O consumismo nos trouxe ansiedade e stress, fazendo com que as pessoas percam a cultura saudável do lazer. Seu tempo é engolido, por isso as pessoas não podem e não querem compartilhá-lo com ninguém”.

“Mesmo que muitos pais trabalhem longas horas, eles devem reservar um tempo para brincar com seus filhos. As famílias também devem desligar a TV quando se sentam para comer, porque, mesmo que a televisão seja útil, é preciso comunicar-se um com o outro durante as refeições”, explicou Papa Francisco com toda a convicção.

05 – Domingos são sagrados

Os domingos devem ser férias, de acordo com o que diz Papa Francisco. “Os trabalhadores devem ter folga aos domingos porque domingo é para a família”, explicou ele. Existem casos extremos nos quais as pessoas não conseguem tirar o dia para si mesmo e para a família, mas, se a pessoa consegue isso, é preciso fazê-lo.

Portanto, aproveite os domingos. Tire-os para se divertir, passear no parque, ficar com a família, meditar ou até mesmo resguardar-se. Você se sentirá bem, sua saúde melhorará consideravelmente e, dessa forma, sua semana começará muito melhor e, com certeza, tende a ser assim até o próximo domingo.

06 – Oportunidades para os jovens

“Precisamos ser criativos com os jovens. Se eles não têm oportunidades para entrar no mundo das drogas, com certeza não serão vulneráveis ao suicídio”, disse o Papa. “Dar comida não é suficiente. Dignidade é dada a você quando você pode levar para casa alimentos comprados pelo próprio trabalho”, ele concluiu.

Cada um pode fazer um pouco: criar projetos bacanas nos quais criança e adolescentes possam sair das ruas, ajudar em cursos de qualificações profissionais para pessoas carentes, intermediar para que os jovens tenham os seus direitos válidos, entre outras coisas. Quem quer fazer alguma coisa, simplesmente consegue.

07 – Respeitar e cuidar da natureza

“A degradação ambiental é um dos maiores desafios que temos”, disse Papa Francisco. “Eu acho que é uma questão que nós não estamos nos perguntando: a humanidade não está cometendo suicídio com este uso indiscriminado e tirânico da natureza?”. Essa não é uma pergunta retórica. Cada um de nós deve buscar a resposta.

Portanto, devemos zelar pela preservação da natureza da forma que nos é permitida: reciclando, não desperdiçando água, jogando lixo no lugar certo, não desmatando, não poluindo o meio ambiente… Tudo isso pode ser feito por qualquer pessoa sem exceção e, se cada um fizer a sua parte, a natureza pode ser salva.

08 – Pare de ser negativo

“A necessidade de falar mal sobre os outros indica baixa autoestima. Isso significa: eu me sinto tão baixo que, em vez de me levantar, eu tenho que derrubar os outros”, disse Papa Francisco. “Deixando de lado as coisas negativas, rapidamente você se torna saudável”. Tudo isso é fato e, para estar sempre de bom humor, mude a sua forma de pensar.

Portanto, voltando lá no primeiro item da lista: cuide a sua vida e pare de falar mal das outras pessoas. Em vez de falar que a roupa do vizinho está mal lavada, repare se não é a sua vidraça que está suja. Comece a pensar positivo, sorrir mais, agradecer as pessoas a sua volta, ajudar quem precisa. Você vai ver que sua vida mudará para melhor.

09 – Diga não ao proselitismo

Devemos sempre respeitar as crenças dos outros. “Nós podemos inspirar as outras pessoas através de testemunhos, de modo que se cresça juntos na comunicação. Mas o pior de tudo é o proselitismo religioso, o que parasita: “Eu estou falando com você a fim de persuadi-lo”. Não. Cada pessoa tem o seu diálogo, sua própria identidade”, explicou Papa Francisco.

“A igreja cresce por atração, não proselitismo”, ele concluiu. Portanto, vamos respeitar a crença dos outros e até mesmo a ausência dela. Não é certo criticar aquilo que a outra pessoa acredita, tampouco obrigá-la a acreditar em algo. Se ela atrair-se pelos seus testemunhos, ótimo. Senão, goste dela do modo como ela é.

10 – Trabalhar pela paz

“Estamos vivendo em uma época de muitas guerras e o apelo à paz deve ser gritado. Paz, às vezes, dá a impressão de ser tranquila, mas nunca é calma, a paz é sempre proativa e dinâmica”, disse o Papa. Cada um de nós deve dar tudo de si, fazendo tudo o que for possível para que a paz reine sempre e em todo lugar.

Todo mundo pode fazer um pouco para que a paz aconteça, seja no mundo exterior e até mesmo no seu interior. Se todos seguissem os passos acima, com certeza ela estaria presente no dia a dia de cada um e o mundo seria bem melhor. Belas palavras do Papa Francisco, e só nos resta ouvirmos com o coração e praticarmos o bem.

http://www.megacurioso.com.br/personalidades/45153-10-segredos-para-a-felicidade-segundo-papa-francisco.htm

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: